A bucha vegetal é “mais higiênica” e concentra menos bactérias?

Os materiais vegetais da bucha têm estruturas químicas que inibem a proliferação de bactérias. São também materiais hidrofílicos, ou seja, que mantêm uma umidade externa reduzida, tornando menos propensa à permanências de microrganismos. Além disso, estas buchas, são mais facilmente laváveis pelos detergentes, pois retêm menos resíduos alimentares geralmente oleosos. As buchas de espumas de poliuretano são hidrófobas (o poliuretano não absorve a água), porosas e tendem a reter mais facilmente resíduos de alimentos (especialmente os oleosos). Os poros retêm água e resíduos e, como o material não tem qualquer mecanismo inibidor da proliferação bacteriana, formam-se ambientes mais propícios para o desenvolvimento de micróbios, vão ficando escuras e são descartadas mais rápido pelo visual "sujo", prejudicando o meio ambiente.